quinta-feira, 16 de julho de 2009

Nostalgia, nem sempre vale a pena sentir.

Seres cheios de angústias é o que somos, ainda que mascaradas e disfarçadas, mas o que elas tem haver com as pessoas que nos cercam? Muita coisa. Cada lembrança é uma lembrança, algo que te marcou pra sempre, épocas felizes e infelizes mas e quando nada disso termina mesmo já tendo terminado a algum tempo? O seu ''mundo'' particular era único, você com seus ''amigos'', aqueles que podia talvez chamar disso. Pois é podia. Cada vez mais e mais pessoas se dão conta daquilo que as outras são, mas o grande problema é a nossa cabeça, tudo fica gravado dentro de nós pra sempre ou por algum tempo. Odeio gente falsa, detesto demonstrações mentirosas de carinho ou de alegria e não sei mas, acredito que deva haver sempre sinceridade. É nessas horas que entra a chamada Nostalgía. Nossa, como eu queria não sentir isso, nostalgia geralmente é ligada á pensamentos de saudade ou de rancor, talvez um pouco um do outro ou dos dois, o fato é que acaba acontecendo sempre. Depende muito da pessoa manter-se apenas nesses momentos ou tomar atitudes pra que acabem de vez ou se tornem momentos reais, mas certos, acho difícil quando alguém tenta mudar isso. Mudar no sentido de tentar consertar um erro pra que quando você pense na pessoa que machucou, é bem interessante isso porque nessas horas o que vale é a nossa atitude e a reação daquela pessoa. Por exemplo, se eu quero ficar bem com alguém, tento de todas as maneiras me reconcilar da melhor forma possível, entretanto você é você e eu sou eu. Não quer dizer que todo mundo faria isso, porque não faria e não faz, o velho conceito de ninguém é igual a ninguém é claro. Mas o que valeria nessas horas é o bom caráter, coisa que percebemos que alguém têm ou não só em pequenas atitudes. É muito cansativo lidar com falsidade, ou alguma coisa que te deixou mal, o que desperta lembraças nostálgicas de outros tempos, quantas vezes você não diz que não conhece mais seus amigos ou a pessoa que amou? Ou quantas vezes aquele erro do passado foi, e ainda é lembrado pela sua mente, a ponto de se alojar dentro dela pra sempre? O que pode fazer? Nada, porque aquilo te modificou e te marcou pra sempre. Acho que o conceito de amizade, amor, falsidade, atitude e caráter tornou-se completamente perdido e fora de controle. Cada dia mais todos se tornam mais e mais incertos naquilo que querem ou fazem, prejudicando a si mesmos e em parte a nós, que convivemos com eles ou ainda convivemos, mas com as suas lembranças. A sempre aquelas falhas, você ou o outro alguém jamais te esqueçe, finje não lembrar mas lembra, mas até que ponto tudo isso é válido pra você? Até mesmo o conceito de ser sincero morreu, hoje em dia isso não existe mais, ou até existe mas a maneira dessas pessoas. O que plantaram em nós? Porque nos fizeram ficar tristes por ela, sem que ao menos merecessem isso? Tantas coisas são justificadas, e a primeira delas que me vem a cabeça é a desconsideração total.Os que permanecem deixam um receio, algo que possa fazer com que eles nos deixem um dia, afinal nada é para sempre, mesmo os que encontram algo melhor na vida do que aquilo que era por estar do seu lado, esse momento deles também não é eterno, mas um dia quando cair na real, pode ou deve ser bem tarde. Pra eles, não pra você. Ultimamente tenho lidado com gente de todo tipo, pessoas cujas quais fora daqui mantenho uma amizade normal, não me meto na vida delas nem falo da minha, e elas não se metem na minha, mas querem que eu aconselhe, é estranho essa situação, te olham amigo delas mas você não sente o mesmo, apenas tem aquela consideração normal, sem maiores demonstrações. Já aqui dentro eu posso definir como ''tudo é novo'', há pessoas e pessoas, só que nenhuma delas você também mantém um nível de amizade forte, a maioria delas apenas quer conversar nas horas de vazio mas pra falar de bobagens mesmo. Seriedade anda sendo difícil, ainda mais quando a gente vê e ouve coisas do tipo, a distância faz com que você não valha nada, é assim mesmo bem dessa forma, claro que nem todo mundo é assim, nem todo mundo muda a ponto de causar estranheza ou que afete uma amizade, e nem todo mundo tem mau caráter. Como vêem, é relativo demais. É bem ruim não poder falar sério como eu queria falar, por isso acho que aqui como sempre digo, é o meu espaço, eu posso brigar com o mundo, mas vou sempre falar o que penso, ou que não gosto. Confesso que há coisas que não me deixam nada feliz, ás vezes é uma crítica infantil de outras pessoas na maneira como você faz uma determinada tarefa, ou neste caso o jeito que todo mundo se olha ou se considera neste plano virtual. Lixo, simplicidade, e nada com nada é a verdade, você ganha amigos de um dia, mas com prazo de validade, e até que ponto é considerável? Não sei a resposta, só que nunca é demais imaginar o que possa acontecer, o pior é quando te fazem parecer o grande vilão da história, típico, talvez um dia deus cobre das outras pessoas e não de mim ou de você, mas sim dos que realmente te prejudicaram e te fizeram até os dias de hoje manter as lembranças, as boas não estão em foco aqui, mas sim as que são péssimas, e podres, tão ruins quanto aqueles que te cercaram um dia, e que hoje te trazem como eu disse, algo de nostálgico, mesclado ao que faziam de bom e do que vieram a fazer de ruim. Nostalgia é isso, você se deprime, se angustia, se sente mal, apesar do lado bom que ela também pode proporcionar, o que importa é: Acontece e ponto final.

Nenhum comentário: